Seis cidades do ABC Paulista decidem não adotar medidas de flexibilização no comércio

As prefeituras de seis cidades que fazem parte do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC decidiram, na manhã desta quinta-feira (12), não seguir a flexibilização no horário e na ocupação de funcionamento do comércio anunciada pelo governo do estado para 17 de agosto.

Por causa do avanço da variante delta, as cidades de Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André e São Bernardo do Campo optaram por manter a capacidade atual de ocupação em estabelecimentos limitada a 80% e o horário de funcionamento, das 6h à 0h. A Prefeitura de São Caetano do Sul ainda vai analisar a orientação.

Em 28 de julho, o governador João Doria (PSDB) havia anunciado que, a partir da próxima terça-feira (17), não haverá mais restrições ao comércio no estado de São Paulo, que poderá funcionar no horário normal de antes da pandemia e com 100% da capacidade de atendimento.

“O objetivo das prefeituras do Grande ABC é conter o avanço da variante delta do novo coronavírus em todo o estado de São Paulo e aguardar a ampliação da cobertura da vacinação”, explicou o consórcio, em nota.

O grupo de prefeitos também aprovou o envio de um ofício ao prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), que comunica as decisões tomadas pelos municípios e sugere que a capital também acompanhe a medida.

SP mantém liberação de eventos a partir de 17 de agosto

O governo de São Paulo afirmou na última quarta-feira (11) que mantém a previsão para a liberação total do comércio no estado em 17 de agosto. A partir desta data, não haverá mais restrição de horário de funcionamento nem de ocupação de estabelecimentos comerciais e de serviços.

Atualmente, a orientação é de ocupação máxima de 80%, com limite de horário até a meia-noite.

Também serão liberados os eventos sociais, os museus e as feiras corporativas, com controle de público, desde que não gerem aglomerações. A obrigatoriedade do uso da máscara está mantida.

Doria afirmou que a data de volta do público aos estádios de futebol está mantida para 1º de novembro.

G1SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *